Show MenuHide Menu

Category Archives: Sem categoria

Como proteger as crianças do sol?

28 de dezembro de 2018

Confira dicas do Blog “Pediatra Orienta” e curta as férias de verão com tranquilidade:


http://www.pediatraorienta.org.br/protecao-solar-para-os-p…/


#VerãoFeliz #ProteçãoSolar #Férias

 

Amamentação X Ciência – Confira matéria sobre Descoberta Científica e Amamentação:

24 de setembro de 2018
JORNAL NACIONAL
Descoberta científica reforça necessidade da amamentação
3 minExibição em 22 set 2018
Bebês melhoram o metabolismo com leite, exclusivamente maternoA imunidade também fica mais eficiente
Veja o vídeo:

#SemanaMundialdaAmamentação2018

1 de agosto de 2018

Hoje, data de abertura da Semana Mundial da Amamentação 2018, vamos compartilhar um texto falando sobre o tema deste ano, escrito pelo presidente do Departamento Científico de Aleitamento Materno, da Sociedade de Pediatria de São Paulo, Dr. Moises Chencinski

 #AgostoDourado #AleitamentoMaterno #AmamentaréAmor

 AMAMENTAÇÃO É A BASE DA VIDA – SEMANA MUNDIAL DE AMAMENTAÇÃO 2018

poster_smam

Amamentar vai além de nutrir o corpo do bebê. Estudos mostram sua importância na promoção à saúde, nas questões de alimentação, imunidade, prevenção de doenças,  promoção do vínculo, reduzindo a frequência de doenças de ordem bio-psico-físico-sociais.

Em 2018 temos a 27ª Semana Mundial de Amamentação, comemorada de 1 a 7 de agosto. Além disso, neste ano, estamos comemorando o nosso segundo Agosto Dourado. Isso quer dizer que teremos um mês inteirinho dedicado à informação e à sensibilização a respeito do aleitamento materno.

E o tema, mais uma vez, diz muito do que é o nosso conceito: Amamentação é a base da vida. A WABA (World Alliance for Breastfeeding Action) reforça, como foco para este ano, que a amamentação previne a fome e a desnutrição em todas as suas formas, garante a segurança alimentar para crianças, mesmo em tempos de crise, com baixo custo, sem nenhum prejuízo adicional à economia doméstica, contribuindo para se atingir as metas de desenvolvimento sustentável da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Não podemos deixar de associar a essas metas o aleitamento materno desde a sala de parto, exclusivo e em livre-demanda até o 6º mês, estendido até dois anos ou mais.

A base da vida

Mas além dessas propostas, justas e de alcance universal, vale refletir sobre o que seria a base da vida e em que a amamentação poderia contribuir a mais na saúde infantil. O aleitamento materno não começa só após o parto. Esse é um conceito que deve ser transmitido sempre que possível a toda população, de todos os cantos do mundo, para todas as idades, para todos os gêneros, independentemente da situação sócio-econômica-cultural.

Amamentar vai além de nutrir o corpo do bebê. Estudos mostram a importância do aleitamento materno na promoção à saúde, nas questões de alimentação (nutrição), imunidade, prevenção de doenças (infectocontagiosas, diabetes, obesidade, leucemia, entre outras), promoção do vínculo, reduzindo a frequência de doenças de ordem bio-psico-físico-sociais.

A amamentação também protege a saúde materna, promovendo, após o parto, o retorno do útero ao seu tamanho normal de forma mais suave e rápida, favorecendo o emagrecimento, prevenindo o câncer de mama, de útero, diabetes tipo 2, depressão pós-parto, entre muitas outras doenças e condições.

A OMS, o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Pediatria recomendam, para atingir esses objetivos, um pré-natal adequado, além de uma consulta com o pediatra a partir da 32ª semana de gestação para orientações gerais (vacinação, alimentação materna), abordando a escolha do hospital, os tipos de parto, a importância do clampeamento oportuno de cordão, do contato pele-a-pele e da amamentação já na sala de parto, do alojamento conjunto e qualquer outra informação que o casal e a família julgarem importante.

Na Puericultura (acompanhamento com consultas periódicas desde 5 a 10 dias após o parto, para a orientação e promoção à saúde do bebê, sua mãe e família), não podem faltar as conversas a respeito do aleitamento materno.

Amamentar pode ser natural, mas não é simples e muito menos fácil. Requer informação, uma rede de apoio segura e acolhimento. Atualmente, não há como não levar em conta a importância da internet e das redes sociais como base, tanto para a transmissão da informação, através de sites éticos, seguros, bem como do acolhimento e troca de experiências, que correm nos grupos de mães e mídias sociais.

Com toda essa estrutura segura e focada na importância da informação, sensibilização e acolhimento dos profissionais de saúde que lidam com lactantes e seus familiares, abrangendo a sociedade como um todo, podemos, de forma eficaz e irreversível, fortalecer a saúde das crianças, desde a sua base, da sua raiz: a amamentação.

Relator: Dr. Moises Chencinski, presidente do Departamento Científico de Aleitamento Materno da SPSP.

Fonte: Boletim da Sociedade de Pediatria de São Paulo (Ano XXXIV • número 200 – JUL/AGO 2018)

Amamentação e Sustentabilidade Caminham Juntas

22 de junho de 2018

Junho, mês em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, está chegando ao fim, mas nunca é tarde para se falar em Preservação Ambiental e Atitudes Sustentáveis. E, por incrível que pareça, a Amamentação está totalmente ligada a este tema.

amamentacao-e-sust-21-06-2018

Compartilhamos, a seguir,  uma traduzida resumida para o português de mensagem divulgada pelo WABA (World Alliance for Breastfeeding Action) sobre o assunto.

Sim à amamentação. Não à Poluição Plástica

Beat Plastic Pollution” (Vença a Poluição do Plástico), o tema do Dia Mundial do Meio Ambiente de 2018 é um chamado à ação para todos nós nos unirmos para combater um dos maiores desafios ambientais do nosso tempo. O tema nos convida a considerar como podemos fazer mudanças em nossa vida cotidiana para reduzir o pesado fardo da poluição plástica em nossos lugares naturais, vida selvagem e nossa própria saúde.

amamentação é um excelente exemplo das conexões profundas entre a saúde humana e os ecossistemas da natureza. O leite materno é um alimento natural e renovável que é ambientalmente seguro e verde. Em contraste, a alimentação artificial deixa uma pegada ambiental importante que contribui para um esgotamento dos recursos naturais, degradação ambiental e mudança climática de várias maneiras. A produção de leite e a produção, empacotamento, armazenamento, distribuição e preparação de fórmulas infantis causam a emissão de gases de efeito estufa e a escassez de água, o que agrava ainda mais a mudança climática. Enquanto isso, a amamentação produz zero desperdício em comparação com a alimentação artificial, já que não há desperdício de embalagens, mamadeiras de plástico ou garrafas plásticas de água. As mamadeiras e intermediários de plástico demoram muito tempo a decompor-se quando descartados e contribuem diretamente para a poluição por plásticos em todo o mundo.

Assim, a amamentação é uma decisão inteligente em relação ao clima que ajuda a garantir a segurança alimentar mesmo em tempos de crise. Proteger, promover e apoiar a amamentação como um recurso natural sustentável é crucial para a saúde do nosso planeta e do seu povo. O aleitamento materno – que vem pronto, pronto para alimentar e não requer embalagem – é uma enorme economia em termos de marcas de carbono e derrota a poluição do plástico na origem. Também impacta positivamente na sobrevivência materna e infantil, saúde, bem-estar e meio ambiente.

Amamentação e Trabalho andam juntos e com sucesso! #CentroClínicoPeruíbeapóiaaAmamentação #TrabalhoeAmamentação#AleitamentoMaterno

8 de junho de 2018

#DoaçãodeLeiteMaterno #DoeLeiteDoeVida #SaúdeMãeeFilho: Dra. Ana Maria Calaça Prigenzi pediatra e especialista em Amamentação fala sobre a importância da Doação de Leite Materno no Jornal VTV do SBT.

28 de maio de 2018

Confira a entrevista

Incentivo à Doação de Leite Materno

21 de maio de 2018

Com o objetivo de mobilizar a sociedade para a importância da amamentação e doação de leite materno, foi realizado na manhã desta sexta-feira (18), em São Paulo, o lançamento da campanha nacional “Doe Leite Materno, Ajude Quem Espera Por Você”.

O ato aconteceu no V Congresso Paulista de Bancos de Leite Humano, contando com a presença do Ministro da Saúde, Gilberto Occhi. A Coordenadora do Banco de Leite de Peruíbe, referência em aleitamento materno, Dra. Ana Maria Calaça Prigenzi, esteve prestigiando o lançamento da campanha.

Fonte: Prefeitura Municipal de Peruíbe (Facebook)

Doação de Leite Humano: uma causa que merece ser lembrada todos os dias!

15 de maio de 2018

leite

19 de maio é o Dia Nacional de Leite Humano e o Centro Clínico Peruíbe apoia esta causa o ano todo, contando, inclusive com uma Sala de Apoio à Amamentação! Compartilhamos esta imagem da Campanha do Ministério da Saúde para lembrar e sensibilizar a todos sobre a importância desta causa!

 #DoaçãodeLeiteMaternoDoaçãodeVida #SaúdeeAmor #AbraceestaIdeia

#NotíciaBoa!

16 de abril de 2018

img-20180413-wa0036

Lindo incentivo à amamentação

1 de março de 2018

Ivete Sangalo emocionou a todos na sua página do Facebook, falando sobre o nascimento das filhas gêmeas

Confira o post.

post-37-ivete-sangalo

Ivete Sangalo

5 h ·

Bom dia zamurinhos! Quanta saudade de vc e dos nossos encontros. Mas, confesso que estou no mais pleno momento da minha vida! Minha família linda cresceu e estamos tão felizes que não cabe no nosso coração esse amor gigante. Mando essa foto para matar a saudade e dizer que ficarei um pouquinho mais ausente das redes sociais em função da grande atenção que eles precisam nesse momento. A amamentação é uma das coisas mais prazerosas e saudáveis para elas e para mim. Elas crescem felizes e bem alimentadas. Marcelo tem participado ativamente, enche as irmãs de carinho a atenção. E esse Papai lindo só babando e pensando em como lidar com esse amor lindo ❤️
Obrigada a vcs por tantas mensagens de amor e carinho. Amigos, fãs e família estão nutrindo nossos corações! 🙏🏻

Fonte: https://www.facebook.com/ivetesangalo/photos/a.291403113529.147355.16499888529/10156234803048530/?type=3&theater